Dicas Alto Verde

Sempre uma novidade sobre paisagismo.

Grama: o tipo certo de cada jardim

Cuidados: o clima e a insolação de nosso país favorecem quase todas as espécies de grama. Mas um gramado saudável também depende do plantio, de preferência na época de chuvas, e do preparo do terreno. Além de eliminar ervas daninhas e insetos, é necessário checar a acidez da terra. Solos ácidos pedem calagem ou, dito de outra forma, correção com calcário dolomítico. E, com a terra adubada, pode-se assentar as placas ou os tapetes de grama.

Adubação: no frio, para que a grama não enfraqueça ou resseque, o ideal é cobri-la com 1 cm de terra e adubo. Regue por 20 dias até a mistura desaparecer. Uma vez por ano, use adubo granulado e composto orgânico ou húmus de minhoca a cada dois anos. Corte: de forma geral, a freqüência da poda depende da quantidade de chuva. Nos períodos chuvosos, a grama cresce rápido e deve ser cortada a cada 15 dias. Já no clima seco do inverno, as folhas custam a se desenvolver e não pedem poda. E seja qual for a espécie, não deve ultrapassar 8 cm para não deixá-la seca por baixo. Cada tipo tem uma altura ideal de poda. Se ficar muito baixa, arrisca-se a perder a cor e o viço. Dos equipamentos no mercado, os cortadores de carrinho não servem para o acabamento próximo a pedras e degraus. Isso porque a lâmina estraga. Nesses casos, recomendam-se aparelhos menores, como as roçadeiras e os aparadores, desde que cortem com fio de náilon. Quando há lâminas, elas devem ficar afiadas - assim cortam, em vez de mastigar as folhas.


Rega: a rega abundante diária, durante um mês, é essencial. No verão, molhe duas vezes ao dia.